4.8.2014   

PT

Jornal Oficial da União Europeia

C 253/30


Recurso interposto em 14 de abril de 2014 — Chemo Ibérica/IHMI — Novartis (EXELTIS)

(Processo T-252/14)

2014/C 253/44

Língua em que o recurso foi interposto: espanhol

Partes

Recorrente: Chemo Ibérica, SA (Barcelona, Espanha) (representante: I. Escudero Pérez, advogada)

Recorrido: Instituto de Harmonização do Mercado Interno (marcas, desenhos e modelos)

Outra parte no processo na Câmara de Recurso: Novartis AG (Basileia, Suíça)

Pedidos

A recorrente conclui pedindo que o Tribunal Geral se digne:

Anular a decisão da Quarta Câmara de Recurso do Instituto de Harmonização do Mercado Interno (marcas, desenhos e modelos) de 10 de fevereiro de 2014, no processo R 936/2013-4, decretando consequentemente a concessão da marca comunitária n.o 1 0 2 48  367«EXELTIS» para a classe 5 da nomenclatura internacional;

Condenar o recorrido e/ou a outra parte no processo no pagamento das despesas do presente processo.

Fundamentos e principais argumentos

Requerente da marca comunitária: A recorrida

Marca comunitária em causa: Marca nominativa «EXELTIS» para produtos da classe 5 — Pedido de marca comunitária n.o 1 0 2 48  367

Titular da marca ou do sinal invocado no processo de oposição: Novartis AG

Marca ou sinal invocado no processo de oposição: Marca nominativa «EXELON» para produtos da classe 5

Decisão da Divisão de Oposição: Indeferimento do pedido

Decisão da Câmara de Recurso: Não de provimento ao recurso

Fundamentos invocados: Violação do artigo 8.o, n.o 1, alínea b) do Regulamento n.o 207/2009