Accept Refuse

EUR-Lex Access to European Union law

Back to EUR-Lex homepage

This document is an excerpt from the EUR-Lex website

Document 32010R1225R(01)

Rectificação do Regulamento (UE) n. o  1225/2010 do Conselho, de 13 de Dezembro de 2010 , que fixa, para 2011 e 2012, as possibilidades de pesca para os navios da UE relativas a populações de determinadas espécies de profundidade ( JO L 336 de 21.12.2010 )

OJ L 269, 14.10.2011, p. 39–40 (BG, ES, CS, DA, DE, ET, EL, EN, FR, IT, LV, LT, HU, MT, NL, PL, PT, RO, SK, SL, FI, SV)

ELI: http://data.europa.eu/eli/reg/2010/1225/corrigendum/2011-10-14/oj

14.10.2011   

PT

Jornal Oficial da União Europeia

L 269/39


Rectificação do Regulamento (UE) n.o 1225/2010 do Conselho, de 13 de Dezembro de 2010, que fixa, para 2011 e 2012, as possibilidades de pesca para os navios da UE relativas a populações de determinadas espécies de profundidade

( «Jornal Oficial da União Europeia» L 336 de 21 de Dezembro de 2010 )

1.

Na página 4, no anexo, parte 1, no ponto 1, na última entrada:

em vez de:

«Abróteas

Phycis spp.»,

deve ler-se:

«Abróteas-do-Alto:

Phycis blennoides».

2.

Na página 6, no anexo, na parte 2, no quadro com as possibilidades de pesca anuais de tubarões de profundidade e Deania histricosa e Deania profundorum, no título:

em vez de:

«Zona

:

Águas internacionais da subzona XII (DWS/12-)»,

deve ler-se:

«Zona

:

Águas internacionais da subzona XII (DWS/12INT-)».

3.

Na página 8, no anexo, na parte 2, no segundo quadro com as possibilidades de pesca anuais de lagartixa-da-rocha Coryphaenoides rupestris, na nota de rodapé 1:

em vez de:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VIII, IX, X, XII e XIV pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota.»,

deve ler-se:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VIII, IX, X, XII e XIV pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota (RNG/*8X14-).».

4.

Na página 8, no anexo, na parte 2, no terceiro quadro com as possibilidades de pesca anuais de lagartixa-da-rocha Coryphaenoides rupestris, na nota de rodapé 1:

em vez de:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas Vb, VI e VII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota.»,

deve ler-se:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas Vb, VI e VII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota (RNG/*5B67-).».

5.

Na página 9, no anexo, na parte 2, no terceiro quadro com as possibilidades de pesca anuais de olho-de-vidro-laranja Hoplostethus atlanticus, no título:

em vez de:

«Zona

:

Águas da UE e águas internacionais das subzonas I, II, III, IV, V, VIII, IX, X, XII, XIV (ORY/1CX14C)»,

deve ler-se:

«Zona

:

Águas da UE e águas internacionais das subzonas I, II, III, IV, V, VIII, IX, X, XII, XIV (ORY/1CX14)».

6.

Na página 10, no anexo, na parte 2, no segundo quadro com as possibilidades de pesca anuais de goraz Pagellus bogaraveo, na nota de rodapé 2:

em vez de:

«(2)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VI, VII e VIII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota.»,

deve ler-se:

«(2)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VI, VII e VIII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota (SBR/678-).».

7.

Na página 11, no anexo, na parte 2, no primeiro, segundo e terceiro quadros com as possibilidades de pesca anuais de abróteas Phycis spp., no título:

em vez de:

«Abróteas

Phycis spp.»,

deve ler-se:

«Abróteas-do-Alto

Phycis blennoides».

8.

Na página 11, no anexo, na parte 2, no segundo quadro com as possibilidades de pesca anuais de abróteas Phycis spp., nota de rodapé 1:

em vez de:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VIII e IX pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota»,

deve ler-se:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas VIII e IX pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota (GFB/*89-).».

9.

Na página 11, no anexo, na parte 2, no terceiro quadro com as possibilidades de pesca anuais de abróteas Phycis spp., na nota de rodapé 1:

em vez de:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas V, VI e VII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota»,

deve ler-se:

«(1)

Nas águas da UE e nas águas internacionais das zonas V, VI e VII pode ser pescada, no máximo, 8 % de cada quota (GFB/*567-).».

10.

Na página 12, no anexo, na parte 2, no quadro com as possibilidades de pesca anuais de abróteas Phycis spp., no título:

em vez de:

«Abróteas

Phycis spp.»,

deve ler-se:

«Abróteas-do-Alto

Phycis blennoides».


Top