Accept Refuse

EUR-Lex Access to European Union law

Back to EUR-Lex homepage

This document is an excerpt from the EUR-Lex website

Document 31989D0445

DECISÃO DO CONSELHO de 18 de Julho de 1989 relativa à aceitação pela Comunidade de uma oferta da Gronelândia de quotas de captura suplementares de capelim para 1989 (89/445/CEE) (89/445/CEE)

OJ L 211, 22.7.1989, p. 9–9 (ES, DA, DE, EL, EN, FR, IT, NL, PT)

No longer in force, Date of end of validity: 31/12/1989

ELI: http://data.europa.eu/eli/dec/1989/445/oj

31989D0445

DECISÃO DO CONSELHO de 18 de Julho de 1989 relativa à aceitação pela Comunidade de uma oferta da Gronelândia de quotas de captura suplementares de capelim para 1989 (89/445/CEE) (89/445/CEE) -

Jornal Oficial nº L 211 de 22/07/1989 p. 0009 - 0009


*****

DECISÃO DO CONSELHO

de 18 de Julho de 1989

relativa à aceitação pela Comunidade de uma oferta da Gronelândia de quotas de captura suplementares de capelim para 1989

(89/445/CEE)

O CONSELHO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Económica Europeia,

Tendo em conta o Regulamento (CEE) nº 170/83 do Conselho, de 25 de Janeiro de 1983, que institui um regime comunitário de conservação e de gestão dos recursos da pesca (1), alterado pelo Acto de Adesão de 1985, e, nomeadamente, o seu artigo 11º,

Tendo em conta o Acordo de Pesca entre a Comunidade Económica Europeia, por um lado, e o Governo da Dinamarca e o Governo local da Gronelândia, por outro (2), e, nomeadamente, o nº 1 do seu artigo 8º,

Tendo em conta a proposta da Comissão,

Considerando que, pela resolução de 3 de Novembro de 1976 relativa a certos aspectos externos da criação na Comunidade, a partir de 1 de Janeiro de 1977, de uma zona de pesca até 200 milhas (3), o Conselho acordou em que a obtenção e a manutenção de direitos para os pescadores da Comunidade nas águas de países terceiros devem ser asseguradas por acordos comunitários apropriados;

Considerando que o acordo acima referido e o protocolo sobre as condições de pesca entre a Comunidade Económica Europeia, por um lado, e o Governo da Dinamarca e o Governo local da Gronelândia, por outro (4), fixam as quotas de capturas concedidas à Comunidade nas águas da Gronelândia;

Considerando que, de acordo com o nº 1 do artigo 8º do referido acordo, as autoridades responsáveis pela Gronelândia dão à Comunidade uma prioridade especial para o acesso às possibilidades suplementares de capturas que excedam as capacidades de pesca da frota da Gronelândia e as quotas anuais acordadas pela Comunidade ao abrigo dos protocolos previstos no nº 1 do artigo 2º do acordo, tendo em conta os particulares interesses da Comunidade no que diz respeito à exploração das unidades populacionais em questão e tomando em consideração a contribuição da Comunidade para a conservação dessas unidades populacionais e a sua participação no desenvolvimento da Gronelândia;

Considerando que, de acordo com o artigo 3º do protocolo acima referido, a compensação financeira é ajustada no decurso de cada exercício anual em proporção, calculada na base de um equivalente-bacalhau, das quotas suplementares concedidas à Comunidade ao abrigo do nº 1 do artigo 8º do acordo;

Considerando que as autoridades locais da Gronelândia, por carta de 19 de Maio de 1989, ofereceram à Comunidade, para 1989, uma quota suplementar de capelim da unidade populacional oriental da Gronelândia, em conformidade com os artigos acima mencionados do acordo e do protocolo;

Considerando que é do interesse da Comunidade aceitar a oferta dessa quota suplementar para 1989,

DECIDE:

Artigo único

A Comissão fica autorizada a aceitar a oferta da Gronelândia de uma quota suplementar de 8 000 toneladas de capelim da unidade populacional oriental da Gronelândia, contra compensação nos termos previstos no nº 2 do artigo 3º do protocolo sobre as condições de pesca.

Feito em Bruxelas, em 18 de Julho de 1989.

Pelo Conselho

O Presidente

E. CRESSON

(1) JO nº L 24 de 27. 1. 1983, p. 1.

(2) JO nº L 29 de 1. 2. 1985, p. 9.

(3) JO nº C 105 de 7. 5. 1981, p. 1.

(4) JO nº L 29 de 1. 2. 1985, p. 14.

Top