EUR-Lex Access to European Union law

Back to EUR-Lex homepage

This document is an excerpt from the EUR-Lex website

Document 32004R0464

Regulamento (CE) n.° 464/2004 da Comissão, de 12 de Março de 2004, que altera elementos do caderno de especificações e obrigações de uma denominação constante do anexo do Regulamento (CE) n.° 1107/96 relativo ao registo das indicações geográficas e denominações de origem (Nocciola del Piemonte)

OJ L 77, 13.3.2004, p. 25–26 (ES, DA, DE, EL, EN, FR, IT, NL, PT, FI, SV)
Special edition in Czech: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Estonian: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Latvian: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Lithuanian: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Hungarian Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Maltese: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Polish: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Slovak: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Slovene: Chapter 03 Volume 043 P. 192 - 193
Special edition in Bulgarian: Chapter 03 Volume 054 P. 165 - 166
Special edition in Romanian: Chapter 03 Volume 054 P. 165 - 166
Special edition in Croatian: Chapter 03 Volume 041 P. 160 - 161

In force

ELI: http://data.europa.eu/eli/reg/2004/464/oj

32004R0464

Regulamento (CE) n.° 464/2004 da Comissão, de 12 de Março de 2004, que altera elementos do caderno de especificações e obrigações de uma denominação constante do anexo do Regulamento (CE) n.° 1107/96 relativo ao registo das indicações geográficas e denominações de origem (Nocciola del Piemonte)

Jornal Oficial nº L 077 de 13/03/2004 p. 0025 - 0026


Regulamento (CE) n.o 464/2004 da Comissão

de 12 de Março de 2004

que altera elementos do caderno de especificações e obrigações de uma denominação constante do anexo do Regulamento (CE) n.o 1107/96 relativo ao registo das indicações geográficas e denominações de origem (Nocciola del Piemonte)

A COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia,

Tendo em conta o Regulamento (CEE) n.o 2081/92 do Conselho, de 14 de Julho de 1992, relativo à protecção das indicações geográficas e denominações de origem dos produtos agrícolas e dos géneros alimentícios(1), e, nomeadamente, o seu artigo 9.o,

Considerando o seguinte:

(1) Em conformidade com o artigo 9.o do Regulamento (CEE) n.o 2081/92, as autoridades italianas solicitaram a alteração da denominação, da descrição, do método de obtenção e da rotulagem do produto, bem como das exigências legislativas nacionais, referentes à denominação "Nocciola del Piemonte", registada como indicação geográfica protegida pelo Regulamento (CE) n.o 1107/96 da Comissão, de 12 de Junho de 1996, relativo ao registo das indicações geográficas e denominações de origem nos termos do procedimento previsto no artigo 17.o do Regulamento (CEE) n.o 2081/92 do Conselho(2).

(2) Considerou-se, após exame desse pedido de alteração, que não se trata de alterações menores.

(3) Não se tratando de alterações menores, aplica-se, mutatis mutandis, o processo do artigo 6.o do Regulamento (CEE) n.o 2081/92, conforme previsto no artigo 9.o do mesmo.

(4) Considerou-se que se trata de alterações conformes com o Regulamento (CEE) n.o 2081/92. Na sequência da publicação das referidas alterações no Jornal Oficial da União Europeia(3) não foi transmitida à Comissão qualquer declaração de oposição, na acepção do artigo 7.o do mesmo regulamento.

(5) As alterações em causa devem, portanto, ser registadas e publicadas no Jornal Oficial da União Europeia,

ADOPTOU O PRESENTE REGULAMENTO:

Artigo 1.o

As alterações constantes do anexo do presente regulamento são registadas e publicadas em conformidade com o n.o 4 do artigo 6.o do Regulamento (CEE) n.o 2081/92.

Artigo 2.o

O presente regulamento entra em vigor no vigésimo dia seguinte ao da sua publicação no Jornal Oficial da União Europeia.

O presente regulamento é obrigatório em todos os seus elementos e directamente aplicável em todos os Estados-Membros.

Feito em Bruxelas, em 12 de Março de 2004.

Pela Comissão

Franz Fischler

Membro da Comissão

(1) JO L 208 de 24.7.1992, p. 1. Regulamento com a última redacção que lhe foi dada pelo Regulamento (CE) n.o 806/2003 (JO L 122 de 16.5.2003, p. 1).

(2) JO L 148 de 21.6.1996, p. 1. Regulamento com a última redacção que lhe foi dada pelo Regulamento (CE) n.o 1660/2003 (JO L 234 de 20.9.2003, p. 10).

(3) JO C 144 de 20.6.2003, p. 2 (Nocciola del Piemonte).

ANEXO

ITÁLIA

Nocciola del Pimeonte

Nome:

- O nome registado como IGP "Nocciola del Piemonte" é alterado para "Nocciola del Piemonte" o "Nocciola Piemonte".

Descrição:

- especifica-se que a IGP "Nocciola del Piemonte" o "Nocciola Piemonte" é reservada para os frutos com ou sem casca e semielaborados. Estabelece-se ainda que o nome da IGP em questão pode ser igualmente utilizado na designação, apresentação e publicidade de produtos alimentares que contem com a presença exclusiva de "Nocciola del Piemonte" ou "Nocciola Piemonte", no que se refere a produtos do mesmo tipo, entre os ingredientes que caracterizam e valorizam a respectiva qualidade,

- a descrição da zona de produção é alterada apenas formalmente, já que, mantendo-se invariável a sua delimitação, é refeita a lista dos municípios das províncias respectivas, na sequência do reconhecimento da nova província de Biella.

Método de obtenção:

- a densidade de plantação passa de 250 - 400 para 200 - 420 plantas por hectare, sendo admitida uma densidade máxima de 500 plantas por hectare apenas em relação às plantações efectuadas antes da entrada em vigor do Decreto di riconoscimento de 2 de Dezembro de 1993,

- é suprimida a exigência de indicação anual, pela região do Piemonte, da produção média por hectare e da data de início da colheita, atenta a evolução da campanha,

- determina-se que os avelanais devam estar inscritos numa lista própria, sob a responsabilidade do organismo de controlo autorizado, em lugar do registo mantido pelas Câmaras de Comércio competentes,

- admite-se que o produto com casca possa ser comercializado a granel, mas unicamente na fase da primeira comercialização entre o produtor agrícola e o primeiro comprador, proprietário do centro de transformação e/ou de acondicionamento,

- são melhor especificadas as modalidades de acondicionamento do produto sem casca, semielaborado e acabado (em embalagens próprias para utilização alimentar), inclusive no caso da integração do mesmo em ciclos produtivos que valorizem a sua qualidade. Além disso, o produto só pode ser comercializado pré-embalado ou embalado no acto de venda.

Rotulagem:

- são melhor precisadas as menções a figurar no rótulo, bem como certas condições ligadas à rotulagem e destinadas a garantir a rastreabilidade. Estabelecem-se, designadamente, as menções que devem constar do rótulo dos produtos transformados que contenham como ingrediente exclusivo "Nocciola del Piemonte" ou "Nocciola Piemonte",

- é tornada obrigatória a indicação no rótulo do ano de colheita das avelãs, com ou sem casca,

- são suprimidas certas disposições relativas à rotulagem, por constarem já da regulamentação geral de rotulagem dos géneros alimentícios.

Exigências legislativas nacionais:

- é suprimida a indicação da norma sancionadora nacional em caso de infracção do caderno de especificações e obrigações, pois é de qualquer modo aplicável,

- é inserido o artigo 9.o, relativo ao regime de controlos a efectuar pelo organismo competente.

Top