Glossário das sínteses

Ajuda Exportar em PDF Imprimir esta página 

União Económica e Monetária (UEM)

A UEM designa o processo de harmonização das políticas económicas e monetárias dos países da UE com o objetivo de instaurar uma moeda única, o euro. Processou-se em três fases:

  • 1990-1993: livre circulação de capitais entre os países da UE, reforço da coordenação das políticas económicas e intensificação da cooperação entre os bancos centrais.
  • 1994-1998: convergência das políticas económicas e monetárias dos países da UE (com vista a assegurar a estabilidade dos preços e uma situação sã para as finanças públicas), bem como criação do Instituto Monetário Europeu (IME) e, em 1998, do Banco Central Europeu (BCE).
  • Desde 1999: fixação irrevogável das taxas de câmbio e introdução da moeda única nos mercados cambiais e nos pagamentos eletrónicos. Introdução do euro fiduciário.

A partir de janeiro de 2015, o euro será a moeda de 19 dos 28 países da UE.

Desde a crise de 2008, a UE reforçou amplamente os seus sistemas de governação económica para melhor detetar, prevenir e corrigir tendências económicas problemáticas como os défices governamentais excessivos, os níveis de dívida pública ou os desequilíbrios macroeconómicos.