Help Print this page 
Title and reference
Armas biológicas e toxínicas

Summaries of EU legislation: direct access to the main summaries page.
Languages and formats available
BG ES CS DA DE ET EL EN FR GA HR IT LV LT HU MT NL PL PT RO SK SL FI SV
HTML html DA html DE html EL html EN html FR html NL html PT html FI
Multilingual display
Text

Armas biológicas e toxínicas

O Conselho Europeu de 12 e 13 de Dezembro de 2003 aprovou a Estratégia da União Europeia contra a proliferação de armas de destruição maciça que compreende, designadamente, a luta contra as armas químicas e toxínicas. A presente Acção Comum confirma o apoio da União Europeia (UE) à Convenção sobre as armas biológicas e toxínicas (BTWC), prosseguindo os objectivos de promover a universalidade da BTWC e apoiando a implementação da Convenção pelos Estados Partes.

ACTO

Acção Comum 2006/184/PESC (pdf) do Conselho, de 27 de Fevereiro de 2006, relativa ao apoio à Convenção sobre as Armas Biológicas e Toxínicas no âmbito da estratégia da União Europeia contra a proliferação de armas de destruição maciça [Jornal Oficial L 65 de 7.3.2006].

SÍNTESE

A Convenção sobre a proibição de armas biológicas e toxínicas (a seguir designada "BTWC") foi assinada simultaneamente em Moscovo, Washington e Londres em 10 de Abril de 1972 e entrou em vigor em 26 de Março de 1975. A Convenção proíbe o desenvolvimento, a produção, o armazenamento, a aquisição e a retenção de agentes microbianos e outros agentes biológicos, em tipo e quantidade não justificáveis em termos de finalidades profiláticas, de protecção ou de outros objectivos pacíficos.

Em Junho de 2005, 171 países tinham já assinado a Convenção e, entre estes, 155 capitais tinham ratificado o texto da BTWC.

No seu capítulo III, a Estratégia da União Europeia (UE) contra a proliferação de armas de destruição maciça reconhece a importância da Convenção BTWC e, em especial, a aplicação mais transparente das normas enunciadas na Convenção.

Para esse efeito, a UE adoptou um plano de acção que tem como objectivo revitalizar o interesse pelas medidas de criação de confiança - mecanismo obrigatório para o intercâmbio de informações através de relatórios anuais - e a sua utilização. No referido plano de acção, a UE também deseja aumentar a eficácia do actual mecanismo de que dispõe as Nações Unidas para investigar os casos de alegado uso de armas biológicas, que existe desde há já 15 anos.

A UE apoia a Convenção BTWC favorecendo dois objectivos:

  • a promoção da universalidade da BTWC;
  • o apoio à implementação da BTWC pelos Estados Partes.

Mais concretamente, estão previstos dois projectos - descritos em anexo à acção comum:

  • Promoção da universalidade da BTWCSerão organizadas actividades, incluindo ateliês e seminários regionais/sub-regionais, visando aumentar o número de adesões à BTWC. A realização é confiada à Presidência da UE, assistida pelo Alto Representante para a PESC.
  • Assistência aos Estados Partes Serão realizadas outras actividades, nomeadamente conferências, visitas de assistência e traduções, para ajudar os Estados Partes a implementar a BTWC a nível nacional. O objectivo consiste em assegurar a transposição das obrigações internacionais previstas pela Convenção para a legislação nacional. A implementação técnica é confiada ao "Institut universitaire de hautes études internationales" de Genebra (EN) (FR).

As actividades, com uma duração total prevista de dezoito meses, beneficiarão de um orçamento que se eleva a 867 000 euros (oitocentos e sessenta e sete mil euros).

Contexto

Após ter aprovado essa primeira acção comum, a UE actualizou a sua posição através de uma posição comum relativa à Conferência de revisão de 2006 da Convenção sobre as armas biológicas e toxínicas (BTWC). A Posição Comum sublinha uma vez mais que o objectivo prosseguido pela UE consiste em reforçar a Convenção sobre a proibição do desenvolvimento, da produção e do armazenamento de armas bacteriológicas (biológicas) ou toxínicas e sobre a sua destruição (BTWC).

Referências

Acto

Entrada em vigor - Data do termo de vigência

Prazo de transposição nos Estados-Membros

Jornal Oficial

Acção Comum 2007/184/PESC

27.2.2006

-

Jornal Oficial L 65 de 7 de Março de 2006

See also

Para mais informações, consulte a página web do Conselho da EU.

Última modificação: 08.10.2007

Top