Help Print this page 

Summaries of EU Legislation

Title and reference
Eliminação dos policlorobifenilos (PCB) e dos policlorotrifenilos (PCT)

Summaries of EU legislation: direct access to the main summaries page.
Languages and formats available
Multilingual display
Text

Eliminação dos policlorobifenilos (PCB) e dos policlorotrifenilos (PCT)

SÍNTESE DE:

Diretiva 96/59/CE — Eliminação dos policlorobifenilos e dos policlorotrifenilos (PCB/PCT)

SÍNTESE

PARA QUE SERVE ESTA DIRETIVA?

Esta diretiva harmoniza a legislação relativa à eliminação dos policlorobifenilos e dos policlorotrifenilos (PCB/PCT)* e à descontaminação ou eliminação de equipamentos que os contenham.

PONTOS-CHAVE

Os países da União Europeia (UE) devem assegurar que:

  • os PCB e PCT utilizados e os equipamentos que os contenham são eliminados o mais rapidamente possível;
  • são elaborados inventários dos equipamentos que contenham mais de cinco litros de PCB e PCT e são enviados resumos desses inventários à Comissão Europeia, o mais tardar três anos a contar da adoção da legislação;
  • as empresas que procedem a operações de eliminação de PCB e PCT são sujeitas a licença e mantêm um registo com a indicação da quantidade, origem e natureza dos PCB e PCT que recebem;
  • são tomadas precauções de segurança para evitar qualquer risco de incêndio de PCB e PCT ou de equipamentos que os contenham;
  • os PCB ou PCT não são incinerados em navios;
  • os transformadores não são enchidos com PCB ou PCT;
  • os transformadores que contenham mais de 0,05% de PCB ou PCT em peso são descontaminados nas condições especificadas na legislação;
  • os equipamentos que contenham mais de cinco litros de PCB e PCT são descontaminados e/ou eliminados o mais tardar até ao final de 2010, com exceção dos transformadores que contenham entre 0,05% e 0,005% de PCB ou PCT em peso, que podem ser eliminados no fim da sua vida útil.

Os inventários contêm os seguintes elementos:

  • nome e endereço do detentor do equipamento;
  • localização e descrição do equipamento;
  • quantidade de PCB ou PCT contida no equipamento;
  • datas e tipos de tratamento ou substituição efetuados ou previstos;
  • data da declaração.

A Comissão:

  • institui os métodos de referência para a determinação do teor em PCB e PCT dos materiais contaminados;
  • fixa normas técnicas para os outros métodos de eliminação de PCB e PCT;
  • elabora uma lista de nomes de fabrico de equipamentos elétricos, nomeadamente condensadores, resistências ou bobinas de indução, que contenham PCB e PCT;
  • determina, se necessário, outros substitutos menos perigosos dos PCB e dos PCT.

A PARTIR DE QUANDO É APLICÁVEL A DIRETIVA?

A diretiva é aplicável a partir de 16 de setembro de 1996. Os países da UE tiveram de a transpor para a legislação nacional até 16 de março de 1998.

PRINCIPAL TERMO

* Policlorobifenilos (PCB) e policlorotrifenilos (PCT): um grupo de compostos fabricados pelo Homem que foram amplamente utilizados no passado, sobretudo em equipamentos elétricos. Foram proibidos no final da década de 1970 em muitos países por motivos ambientais.

ATO

Diretiva 96/59/CE do Conselho, de 16 de setembro de 1996, relativa à eliminação dos policlorobifenilos e dos policlorotrifenilos (PCB/PCT) (JO L 243 de 24.9.1996, p. 31-35)

As subsequentes alterações da Diretiva 96/59/CE foram integradas no texto de base. A versão consolidada apenas tem valor documental.

ATOS RELACIONADOS

Decisão 2001/68/CE da Comissão, de 16 de janeiro de 2001, que estabelece dois métodos de referência para a medição de PCB nos termos da alínea a) do artigo 10.o da Diretiva 96/59/CE do Conselho relativa à eliminação dos policlorobifenilos e dos policlortrifenilos (PCB/PCT) [notificada com o número C(2001) 107] (JO L 23 de 25.1.2001, p. 31)

última atualização 24.05.2016

Top